Quatro séculos da arquitetura e da arte usadas na construção dos mais belos e importantes monumentos do Brasil estão no Projeto Redução de Amarantina.

Este fantástico mundo foi, pacientemente ao longo dos anos, povoado pela criatividade e pela persistência de quatro irmãos aposentados.

Instalado às margens da Rodovia dos Inconfidentes, no município de Ouro Preto (Patrimônio Mundial da Humanidade), o projeto é um dos principais pontos turísticos da região, dividindo visitantes com as magníficas obras de Aleijadinho e outros nomes célebres do período colonial e do barroco mineiro.

Em Amarantina, estão réplicas perfeitas dos edifícios de cada período da história do País, desde os rebuscados e complexos prédios do período barroco até os modernos e futuristas projetos da capital federal.

Além de usar os mesmos materiais e o estilo dos originais, as reduções se diferenciam das maquetes pelo detalhamento na construção, com destaque nas minúcias que enriquecem as fachadas e dão um toque todo especial ao acabamento.

Frente a frente com os modelos, que obedecem a uma escala, a pessoa é imediatamente remetida à época de cada construção, como em uma máquina do tempo.

O valor cultural destas obras não define apenas o perfil de um povo ou reza pela preservação da memória e da vocação natural desta gente para o artesanato.

Representa a luta pela sobrevivência de todas as tradições desta arte de rara expressão, onde só a dedicação e o talento dos artesãos não foram diminuídos.